Ministério Canaã promove 1º batismo nas águas de 2017 para 444 novos membros

_MG_4471
Foram batizadas um total de 444 pessoas, sendo 237 mulheres e 207 homens, que se tornaram novos membros da Assembleia de Deus Canaã. (Foto: Diego Saraiva)

Aconteceu na manhã de hoje (02), na fazenda Cidade Canaã, em Beberibe (CE), o 1º batismo nas águas de 2017, onde foram batizadas um total de 444 pessoas, que se tornaram novos membros da Assembleia de Deus Canaã. O evento foi conduzido pelo pastor Jecer Goes e contou com o auxílio de pastores membros da Diretoria do Ministério Canaã e a presença dos supervisores das congregações. Além dos batizandos, estiveram participaram os seus acompanhantes, alguns irmãos que compareceram como expectadores e os cantores da Sede. Como sempre acontece nos batismos, o mover e a glória do Senhor se fizeram presentes nas vidas de muitas pessoas e muitas delas saíram avivadas pelo Espírito Santo de Deus.

O batismo teve início no auditório da fazenda com a ministração de louvores de celebração entoados pelos adoradores Ismael Aquino, Rízia Kádja, Paulinho Macedo entre outros. Todos os batizandos pararam para louvar e celebrar ao Eterno. Enquanto uns levantavam as mãos e batiam palmas, outros cantavam com vida e entregavam de coração o louvor de adoração a Deus, como forma de gratidão pela salvação e por terem a oportunidade de agora “morrerem para o mundo”, com o batismo nas águas. Na sequência, o pastor Jecer Goes trouxe uma palavra para todos, iniciando com o que diz a Bíblia Sagrada em João 3:3: “Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus”.

Em sua breve mensagem, o pastor Jecer Goes explicou de forma clara sobre o valor e a importância do novo nascimento para todo cristão que recebe Cristo como seu único e suficiente Salvador e Senhor. Na ocasião, também refletiu a respeito do papel da Igreja no processo de conversão do cristão, que é conduzir os novos crentes a Deus. Dentro deste contexto, falou sobre os valores cristãos que estão se perdendo e afetado diretamente o desenvolvimento e o crescimento da Igreja. Enquanto ele falava, aproximadamente 1.300 pessoas acompanhavam a Palavra no auditório e tiveram a fé renovada no Altíssimo. Para encerrar o momento, todos fizeram o juramento e receberam a bênção dos pastores.

A segunda etapa do batismo foi o momento da imersão às águas. Primeiramente, foram as 237 mulheres, incluindo tanto as que servem a Deus na Sede quanto nas congregações. Antes do ato batismal, o pastor Jecer Goes falou especificamente para elas, ministrando uma palavra de fé e encorajamento para seguirem a caminhada com o Senhor em fidelidade. Em seguida, foi a vez dos 207 homens de Deus, que foram abençoados por uma reflexão direcionadas para eles, que acompanharam atentos do começo ao fim. No instante do batismo, foram cenas comuns verem batizandos chorando na presença do Senhor, demonstrando sentir a presença do Eterno e glorificando a Deus, enquanto outros também eram renovados pelo Espírito Santo.

Pr. Jecer Goes afirma que organização interna da igreja permitirá o crescimento

Na visão do pastor Jecer Goes, o 1º batismo nas águas do ano sofreu a interferência de problemas que ele chamou de “fenômeno social” considerado como relevante, como algumas enfermidades (Chikungunya e a Dengue) que afetaram alguns irmãos que iam se batizar e outras questões referentes a casamentos. Segundo ele, a sociedade brasileira está vivendo uma nova configuração de família, o que demanda tempo para se organizar. “A Igreja precisa correr com urgência para se adequar a este novo momento da sociedade brasileira. Caso contrário, nós vamos andar capengas. Essa é que é a verdade. Eu entendo que está surgindo um fenômeno eclesiástico no Brasil. Qual? Essa nova configuração de família. Como é que nós enquanto Igreja vamos resolver isto? A Igreja nem a sociedade brasileira estava preparada para o Supremo Tribunal Federal (STF) ‘canonizar’, normatizar ou legitimar os tipos de união. A Igreja vai aderir, vai aceitar a união de gêneros, de pessoas do mesmo sexo? Eu vejo o momento que estamos vivendo como impossível para isso acontecer”, opinou o pastor Jecer Goes.

Outra questão pontuada pelo pastor Jecer Goes foi em relação a muitas pessoas que afirmam que não existe mais casamento na essência da palavra. “O Brasil está passando por esse impacto, e muitas pessoas estão criando dificuldades para não se casar. A norma da igreja é organizar a família, e a organização familiar passa pelo casamento. Então, nós estamos trabalhando para solucionar este problema”, garantiu. “É preciso organizar o Departamento de Discipulado, ter mais motivação, mais estímulo, mais ênfase, mais competência para explicitar e pormenorizar a doutrina bíblica cristã para as pessoas”, ressaltou. Ele afirmou que a partir da próxima terça-feira (04), convocará o Departamento de Discipulado Canaã (DDC) para uma reunião com o objetivo de verificar, observar e analisar como estão as normas e a forma de trabalho dos discipuladores.

“As pessoas estão desligadas da espiritualidade? Estão. Mas não são todas as pessoas. Nós precisamos aplainar o caminho para os novos crentes andarem e servirem ao Senhor. E no mais, está tudo indo muito bem”, disse ele. Após esse trabalho, ele acredita que no segundo batismo do ano, que deverá acontecer no primeiro domingo de agosto, já se notará a diferença. Apesar dos prós e dos contras, que sempre acontecem nos eventos organizados pela igreja, ele considerou o batismo de um modo geral como “excelente, espiritual e maravilhoso”. Logo mais às 17h45min, acontecerá no Santuário Canaã a Santa Ceia do Senhor; e às 18h, em todas as congregações.

Por Jair Melo
Redação Ministério Canaã

Jair Melo

Postado por: Jair Melo

Jornalista e especialista em Propaganda e Marketing pela Faculdade 7 de Setembro (FA7). Editor-responsável da revista Mandamentos e repórter titular do Canaã News, o canal de notícias do Ministério Canaã no site oficial da igreja (ministeriocanaa.org)