História das Convenções no Ceará e 1ª Convenção Nacional realizada em 1968 no estado

 

Pioneiros cearenses reunidos na Convenção de 1968
Pioneiros cearenses reunidos na Convenção de 1968

O ano de 1968 entrou para a história mundial como um período de muitas revoluções. Todavia, foi na Europa e na América do Norte, onde os fatos foram mais visíveis. Rebeldia da juventude e busca dos direitos sociais ganharam as Américas, inclusive ao Brasil. No Rio de Janeiro e em São Paulo houve uma explosão do movimento estudantil com grandes passeatas, como a registrada em junho de 1968, onde 100 mil jovens invadiram as ruas para protestar contra a ditadura do regime militar.

Nos Estados Unidos, os negros norte-americanos buscavam seu espaço através do rock e da luta pela liberdade de imprensa. Lamentavelmente, iniciava-se o declínio moral na sociedade civil da América do Norte, com o surgimento das primeiras revistas pornográficas, filmes eróticos etc. Conflitos e guerras surgiram na Europa, tais como a Primavera de Praga (tomada da Checoslováquia, agosto de 1968) e assassinatos que chocaram o mundo, como o de Martin Luther King em abril de 1968, e Robert Kennedy, dois meses depois.

É nesta década de grandes fatos históricos que o pastor Emiliano Ferreira da Costa foi o anfitrião da 19ª edição da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), sob a presidência do pastor João Alves Corrêa. Dezenas de obreiros de vários estados do Brasil estiveram pela primeira vez em solo cearense, MAIS mãos precisamente em Fortaleza, a “terra da luz”, para discutir temáticas sobre os destinos da denominação aqui no Ceará e em todo o País. As plenárias aconteceram de 25 a 30 de novembro na sede da AD Templo Central, localizado na Rua Tereza Cristina, nº 673, no Centro.

Um fato importante que aconteceu em 30 de setembro de 1968 (56 dias antes de iniciar o período convencional) foi uma reunião realizada na congregação da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Templo Central (IEADTC) no bairro São João do Taupe, com a presença dos pastores Emiliano Ferreira da Costa e Luís Bezerra da Costa, onde foi reconhecida oficialmente a Assembleia de Deus de Bela Vista. Um ofício da época registra o seguinte: “(…) A junta deliberou (mediante compromissos assumidos de ambas as partes, isto através de documentos), reconheceu oficialmente a Igreja de Bela Vista, bem como a aceitação do pastor na qualidade de membro da Convenção Cearense”.

Já a história da convenção assembleiana no estado do Ceará teve início com a realização da primeira edição, realizada entre os dias 29 de novembro a 06 de dezembro de 1936, naqueles dias, organizada e presidida pelo pastor José Teixeira Rego, em um pequeno galpão (onde atualmente é a sede da AD Templo Central). Ao todo, 42 pastores participaram das plenárias, entre eles, obreiros estrangeiros tais como: Nels Nelson, que presidiu as reuniões; Frank J. Stolter; V. Z. Fullertos; Virgil Smith, que foi escolhido pelo pastor José Teixeira Rego como secretário da Mesa Diretora; e a sua esposa Mona Smith. Um detalhe importante é que somente em 1937, durante a 2ª Convenção Estadual, é que a igreja no Ceará foi oficialmente registrada em cartório com o nome de Sociedade Evangélica da Assembleia de Deus.

Fora de Fortaleza, entre 31 de outubro a novembro de 1937, o pioneiro Orlando Spencer Boyer, com apoio do pastor José Teixeira Rego reuniu pela primeira vez fora da capital cearense pouco mais de 40 obreiros, na cidade de Camocim (CE). Após este acontecimento, a Convenção foi oficialmente registrada em cartório, em Fortaleza no dia 10 de dezembro daquele mesmo ano.

Nos anos seguintes, duas convenções aconteceram na localidade de Betânia, pertencente ao campo de Itapipoca (CE), em 1946 e 1952. No ano de 1965, cerca de três anos após o pastor Emiliano Ferreira da Costa ter assumido a presidência da AD no Ceará, ele registrou a convenção com o nome de Convenção de Ministros Evangélicos das Assembleias de Deus no Estado do Ceará (Comeadec). As cidades cearenses que hospedaram as convenções nos anos subsequentes foram as seguintes: Quixadá, em 1968 (ANTES DA CONVENÇÃO GERAL); Itapajé, em 1973 e 2014, quando a igreja realizou a comemoração do seu centenário; Morada Nova, 1984; e finalmente Guaraciaba do Norte, quando o pastor João Melo recebeu os convencionais em 2012.

Com o falecimento do pastor Sebastião Mendes Pereira (Pr. Bastos) em 03 de junho de 2010, a Assembleia de Deus no Ceará sofreu uma mudança radical, onde a igreja em Fortaleza passou a eleger o seu presidente e, por sua vez, a Convenção também passou por uma reforma em seu estatuto e nova liderança. A presidência da IEADTC passou a ser liderada pelo pastor Jose Deusdedit Farias e a Convenção das Assembleias de Deus do Estado do Ceará (Conadec) passou a ter a sua terceira nomenclatura e um presidente eleito pelo voto da pastoral cearense, que elegeu em fevereiro de 2011 o pastor João Bezerra da Silva com 239 votos, 44 a mais do que seu concorrente, o pastor João Gonçalves Mendes.

Portanto, a 42ª AGO (Assembleia Geral Ordinária) terá como tema: “Unidos em Cristo edificaremos uma família melhor”, com base em Salmos 128. Já os sub-temas e seus respectivos preletores são: “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Js 24.15), preletor Pr. Álvaro Álen Sanches (MG); “Uma família fiel em meio a uma geração corrompida” (Gênesis 6.18), preletor Pr. Perci Fontoura (PR); “A influência da mídia sobre a família” (Sl 101.3), preletor Pr. Elienai Cabral (DF); “O obreiro e sua família” (1Tm 5.8), preletor Pr. Roberto José dos Santos (PE); e “O obreiro honrando o seu casamento” (1Pd 3.7), preletor Pr. José Antonio dos Santos (AL). A abertura será feita pelo curuense e pastor José Wellington Bezerra da Costa (presidente da CGADB) no dia 21 de abril desde ano no Centro de Convenções de Fortaleza, localizado na Av. Washington Soares, 1141 bairro Água Fria. Sua conclusão acontecerá dia 24 e conta com o apoio das convenções CONADEC, COMADECE, CONFRADECE e CIMADEC, que são presididas respectivamente pelos pastores João Bezerra da Silva, José Teixeira Rego Neto, Osires Teixeira Pessoa e Maurino Pinheiro do Nascimento.

Pioneiros cearenses reunidos na Convenção de 1968
Pioneiros cearenses reunidos na Convenção de 1968
logomarca da Convenção de 1968
logomarca da Convenção de 1968 realizada em Fortaleza-CE.

Pb. Carlos Castro

Carlos Castro

Postado por: Carlos Castro

Comentários

*os comentários aqui apresentados não representam a opinião do Portal JVD

Deixe uma resposta