Há 459 anos acontecia o primeiro culto cristão no Rio de Janeiro, por Pierre Richier

Nicolas_de_Villegagnon
Nicolas_de_Villegagnon

Após 57 anos de descoberto pelo português Pedro Álvares Cabral, celebrou-se no Brasil o primeiro culto protestante. A reunião cristã histórica foi ministrada pelos pastores franceses Pierre Richier e Guilhaume Chartier em um rústico galpão. O local, também conhecido como Ilha de Serigi ou Serigipe, mais tarde receberia o nome de Ilha de Villegaignon, hoje Escola Naval da Marinha do Brasil. A nomeação foi uma homenagem à chegada do vice-almirante Nicolas Durand
Villegaignon, amigo próximo do almirante Gaspar de Coligny. Este, por sua vez, era amigo íntimo do Rei da França, na época, Henrique II, que o convenceu a apoiar a vinda do vice- -almirante ao Brasil. Como ressaltou o pastor Emílio Conde, a beleza dos trópicos, o solo fértil e as riquezas naturais foram os componentes do cenário que convenceu ao rei da França a liberar, naqueles dias, um navio equipado com víveres, artilharia e um total de dez mil francos para a primeira expedição. Projeto França Antártica No objetivo de implantar a colônia francesa no Brasil, os franceses criaram o projeto França Antártica. Porém, a tentativa terminou sendo frustrada entre os anos 1555 a 1560. Na 1ª expedição, eles navegaram quatros meses até chegarem ao porto da Guanabara, no estado do Rio de Janeiro. No entanto, conspiraram contra o projeto e foram de imediato executados, o que prejudicou os planos de implantação da colônia. Fracassada a primeira tentativa, uma nova expedição foi enviada da França por Felipe II. Ao todo, 300 homens desembarcaram novamente no porto da Guanabara no dia 10 de março de 1557. Destes, 14 eram cristãos ilustres chamados de “huguenotes”1, onde estavam incluídos os pastores Pierre Richier e Guilhaume Chartier. Detalhes do primeiro culto Depois de terem sido recebidos pelo vice-almirante Villegaignon, eles celebraram no mesmo dia da chegada o primeiro culto protestante das Américas no Brasil. Durante a reunião, os cristãos louvaram a Deus no Salmo 5 e o pastor Pierre Richier trouxe uma palavra baseada em Salmos 27:4, que diz: “Uma coisa pedi ao SENHOR, e a buscarei: que possa morar na Casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do SENHOR e aprender no seu templo”. Tratava-se do agradecimento a Deus por terem chegado tranquilos em terra firme, depois de uma longa jornada pelo mar.images

Fonte: Fragmentos da Historia do Evangelho no Ceará – Carlos Castro

Carlos Castro

Postado por: Carlos Castro

Comentários

*os comentários aqui apresentados não representam a opinião do Portal JVD

Deixe uma resposta