Pai de santo diz que trabalho para parar impeachment falhou

dilma-rousseff
Dilma Rousseff

Duas semanas atrás, foi noticiado que o babalorixá Carlos de Xangô havia sido contratado pelo PT para realizar um trabalho espiritual visando parar o impeachment da presidente Dilma Rousseff.  Ele revela agora que o sacrifício de vários animais e a entrega das oferendas não foram o suficiente.

Em entrevista ao site Diário do Poder, ele lamentou:  “Joguei o futuro de Dilma na mão de Xangô. Ontem arriei o ebó e pedi que, se ela fosse inocente, ela ficasse. Mas a pressão está muito grande”.

Para o religioso a presidente “não está aguentando. Ela não vai chegar até o dia 5 ou 4 de abril no poder”. Embora diga que não a conhece pessoalmente, afirma que Dilma está muito depressiva. “O medo que eu tenho é que ela se mate após o impeachment”, sentenciou.

O babalorixá afirmou também que o vice Michel Temer não assumirá a presidência por que “problemas irão aparecer”. O próximo na linha sucessória, o presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acabará convocando novas eleições presidenciais.

Ao falar sobre o futuro do ex-presidente Lula, previu: “Com a saída de Dilma, a pressão nele vai ser muito forte e ele vai se entregar à polícia”.

Carlos de Xangô afirma não ter filiação partidária, mas conta que já fez “trabalhos” para derrubar o ex-presidente da Câmara Severino Cavalcanti e ajudar Eduardo Campos a vencer eleição para governador de Pernambuco.

Ele não é o único líder de religião afro a afirmar que o que acontece no país possui uma dimensão espiritual.

Em janeiro, o Pai Uzêda, um babalorixá que afirma ter vários “clientes” no Congresso Nacional e no Planalto anunciou que este seria um ano ruim para Dilma.

Já o ex-presidente Lula e o prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes fizeram chacota dos evangélicosque atuam na Operação Lava Jato.

“Esses meninos da Polícia Federal e esses meninos do Ministério Público se sentem enviados de Deus”, diz Lula. “Os caras do ministério público são crentes. É uma coisa absurda”, responde Paes. “Pois é”, replica o agora ex-ministro da Casa Civil.

Fonte:https://noticias.gospelprime.com.br

Carlos Castro

Postado por: Carlos Castro

Comentários

*os comentários aqui apresentados não representam a opinião do Portal JVD

Deixe uma resposta