Cidade de Quixeramobim (Ce) será impactada dia 09 com uma cruzada Unidos Pela Paz

13528816_966956726758764_6216638926293341141_nA Assembleia de Deus de Quixeramobim será impactada no dia 09 de julho próximo com um evento denominado Cruzada pela Paz. Com coordenação do pastor Evandro Figueiredo, o apoio a programação evangelistica será do suplente de deputado federal Dr. Jaziel Pereira de Sousa e de sua esposa, a deputada estadual Dra. Silvana Oliveira de Sousa. A participação da Ivna Medeiros (Gospel FM) e de Reginaldo e Banda, a pregação ficará com o pastor Fernando Mendonça. A rádio Portal JVD de propriedade do escritor e jornalista Carlos Castro, acompanhará de perto o desenrolar dos acontecimentos e alimentará o portal eletrônico do jornal Voz No Deserto (www.portaljvd.com.br) com todas as notícias do evento.

A Assembleia de Deus chegou à cidade de Quixeramobim teve início da década de 1960, na localidade de Boa Esperança, que na época era congregação do campo da AD de Quixadá, cujo líder era o pastor José Alencar de Macedo. Os pioneiros assembleianos que serviam ao Senhor no povoado congregavam-se numa casa de propriedade do irmão João Vicente de Lima, o primeiro morador da cidade a crer no Evangelho, no ano de 1963, na época em que os cultos eram dirigidos pelo pastor Francisco Alves. Em janeiro de 1969, o pastor Francisco Henrique tomou posse como o primeiro dirigente do campo da Assembleia de Deus em Quixeramobim, que estabeleceu a sua sede no centro da cidade. Ele substituiu o evangelista Manoel Bento de Lima, que liderava a congregação de Boa Esperança. Com a criação do novo campo, os irmãos de Boa Esperança passaram a congregar-se na sede do município. Nos primórdios, eles se reuniam em um pequeno salão alugado. A obra em Quixeramobim foi presidida pelo pastor Francisco Henrique até março de 2001. Depois de ele ser jubilado, assumiu o campo o evangelista Evandro Figueiredo, que permanece na direção do trabalho até hoje. Atualmente, a igreja conta com um total de 20 congregações, 150 obreiros (presbíteros, diáconos e auxiliares) e cerca de mil irmãos, entre membros e congregados.

Fonte: Assembleia de Deus no Ceará – 100 Anos de História (livro do historiador Carlos Castro)

 

 

 

Carlos Castro

Postado por: Carlos Castro

Comentários

*os comentários aqui apresentados não representam a opinião do Portal JVD

Deixe uma resposta