Escola Bíblica de Obreiros é encerrada em clima de celebração e exaltação ao Senhor

IMG_1571
Com um clima espiritual que já tomava conta de todo o auditório, assim o pastor Jecer Goes deu início à ministração do sermão, que foi pregado com base em Lucas 1:26-38. (Foto: Aldemir Alves)

A Escola Bíblica de Obreiros de férias foi encerrada na noite de hoje (31), no Santuário Cana, com a realização do Culto de Adoração onde o Senhor resolve simplesmente visitar a igreja com a sua glória, a sua graça e a unção do Espírito Santo que foram sentidas por muitos irmãos que se fizeram ao culto memorável. Na ocasião, ainda esteve presente o escritor, conferencista e pastor Geremias Couto, da Assembleia de Deus em Teresópolis (RJ). Como aconteceu nos dois primeiros dias do evento, os cantores locais, o coral Deus Conosco e o Grupo de Louvor da Sede ministraram canções de louvor que marcaram época na música evangélica brasileira. Entre outras, foram entoadas as intituladas “Não chores mais”, “Meu Deus”, “Meu tributo” entre outras.

Em cada canção, o Espírito Santo tocava os corações e proporcionava um momento de alegria e júbilo na presença do Senhor, preparando os corações para a pregação da Palavra de Deus. Enquanto o Grupo de Louvor ministrava, pessoas começaram a descer as escadas do auditório para entregar suas vidas ao Senhor. Ao todo, foram 54 vidas, entre conversões e reconciliações. Com um clima espiritual que já tomava conta de todo o auditório, assim o pastor Jecer Goes deu início à ministração do sermão, que foi pregado com base em Lucas 1:26-38. Foi uma Palavra que avivou os corações e de incentivo à igreja a valorizar cada vez mais o Reino de Deus e sermos gratos pela salvação em Cristo Jesus.

“O grande resultado desta Escola Bíblica de Obreiros foi a simplicidade. O Evangelho é para se assemelhar a Cristo, à sua simplicidade. Agora, adicionada a esta a simplicidade, está a honestidade, a honorabilidade, a honra e a graça. Jamais a inovação, jamais o modismo e jamais a trituração da doutrina do apóstolos”, afirmou o pastor Jecer Goes ao avaliar a realização do evento. Segundo ele, quando o Senhor lhe deu a idéia de entre os anos de 2015 a 2020 trabalhar o “crescer na graça e no conhecimento”, “era exatamente para quebrar esta contextualização de modernismo que adentrou na Igreja”.

Em relação a esta questão, o pastor Jecer Goes disse que o Ministério Canaã não trouxe nenhum pregador “estrela”, nem midiático e nenhum orador profissional que saia com o mesmo sermão pregando em todos os recantos do País. “Nós estamos trazendo homens experimentados, homens que tenham guerras espirituais com os seus rebanhos, porque isso produzirá neles experiência para transmitir a outros, e o Evangelho é uma transmissão de experiência”, concluiu. Foi a primeira vez que a Escola Bíblica de Obreiros foi realizada no meio do ano, e ele acredita que o evento passará a ocorrer todos os anos em julho. “O crescimento foi extraordinário! Eu estou muito feliz com o que Deus fez, e nós temos com que pagar, essa é que é a grande verdade. Quero agradecer a todos os irmãos que participaram, a todos que cooperaram e, enfim, ao Senhor que nos proporcionou tudo isto e estamos de parabéns”, finalizou.

Por Jair Melo

Redação Ministério Canaã

Jair Melo

Postado por: Jair Melo

Jornalista e especialista em Propaganda e Marketing pela Faculdade 7 de Setembro (FA7). Editor-responsável da revista Mandamentos e repórter titular do Canaã News, o canal de notícias do Ministério Canaã no site oficial da igreja (ministeriocanaa.org)