Cristãos executados no Irã falam do encontro com Jesus antes de sua morte

Cristãos protestam antes de serem executados professando o nome de Jesus.
Cristãos protestam antes de serem executados professando o nome de Jesus.

As últimas palavras de um homem executado na prisão no Irã há poucos dias eram de sua profunda fé em Jesus Cristo.

O irmão de Alireza Asadi, uma das 12 pessoas executadas perto de Teerã no final de agosto, publicou suas últimas palavras no Facebook.

Asadi disse que a “melhor experiência” que ele tinha era de conhecer Jesus.

O post foi distribuído amplamente pelo Pastor Saeed Abedini, um cidadão naturalizado norte-americano que se converteu do islamismo ao cristianismo em 2000 e tornou-se proeminente no movimento de igrejas domésticas do Irã. Ele foi condenado a oito anos de prisão em 2013 no Irã e lançado em janeiro deste ano.

Alireza Asadi, falando com seu irmão Mohsen, um dia antes de sua execução, disse que tudo estava indo bem. Ele deixou clara a sua fé na vida após a morte.

Ele disse: “E Mohsen, eu realmente acredito que há uma novo tempo começando para mim e este novo tempo é muito, muito mais agradável que a vida mundana, isto é o que eu realmente acredito…”

“Mesmo quando eu não arrependido eu sabia que havia algo. Mas agora eu acredito que com certeza sobre esta nova temporada e sua existência. Finalmente posso estar em paz. Eu não tenho nenhum estresse ou sentimentos ruins e tudo vai bem comigo . “

Ele disse que ainda não estava completamente certo de que ele seria executado.

Ele estava com um grupo de cerca de 10 pessoas, incluindo quatro de seus amigos.

“Estávamos chorando de rir muito.”

Ele disse que estava falando de Deus e continuaria a fazer isso.

“Para muitos de vocês que era uma pergunta se eu sou um cristão ou não. Mas agora eu digo que eu sou um cristão. E agora eu tenho um ou dois dias até eu morrer. E eu espero que isso nunca vá acontecer com vocês . Durante esses momentos você perdoa tudo de ruim que acontece com você. Mas o mais eu quero dizer é a melhor experiência que eu tive. E isso foi conhecer Jesus. E eu não quero forçar-vos, mas por favor começar para chegar a conhecê-lo. Se você acabou de ler duas frases da Bíblia, você nunca vai deixá-lo novamente. “

Seu irmão perguntou-lhe como sua fé tinha desenvolvido.

Asadi disse: “Quando eu acabei aqui na prisão, percebi que Deus é o Deus verdadeiro que eu queria a Deus para mostrar-se a mim.”.

Ele disse que Jesus estava lá quando ele precisava dele.

“Eu precisava de paz, Ele estava lá. Eu perdi muitos amigos, mas eu sei que eu poderia encontrar o meu conforto Nele. E quando eu comandava o diabo para sair, vi que o mal não se atreveu a chegar perto de mim. senti-me e vi que o nome de Cristo é o nome acima de todos os nomes e que o inimigo não tem nenhuma autoridade sobre mim. “

Ele disse que a maioria das pessoas que enfrentam a pena de morte estavam usando drogas.

“Mas só por causa dele (Jesus Cristo) Eu fiquei no caminho certo. Em vez de drogas estou exercendo todos os dias.”

NCRI informou que os 12 indivíduos foram executados em Gohardasht prisão em Karaj, a noroeste de Teerã em 27 de agosto. O especialista da ONU e relator especial sobre os direitos humanos Irã, Ahmed Shaheed, tinha chamado várias vezes para as execuções de ser interrompida. Ele havia dito: “É lamentável que o governo continua a avançar com as execuções por crimes que não cumprem o limite dos” crimes mais graves “, conforme exigido pelo direito internacional, especialmente o Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos, de que o Irã tem estado à parte. é também preocupante que os tribunais continuem a emitir sentenças de morte em julgamentos que não só violam os padrões internacionais de julgamento justo, mas até mesmo garantias de um processo interno devido “.

Ele renovou uma chamada para o Irã para instituir uma moratória sobre as execuções e para restringir o uso da pena de morte para os “crimes mais graves”, ou assassinato. Nove dos 12 executados foram nomeados como Alireza Madadpour, Bahman Rezai, Arman Bahrami, Alireza Asadi, Mohsen Eslami, Hosein Bayrami, Mehdi Rostami, Amir e Alireza Sarkhah.

com informações de ChristianToday.

Jurandir Batista

Postado por: Jurandir Batista

Administrador Técnico do Portal JVD.

Comentários

*os comentários aqui apresentados não representam a opinião do Portal JVD

Deixe uma resposta